Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Cristão e a Política – Essa dupla pode dar certo? | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Cristão e a Política – Essa dupla pode dar certo?

Bom, meus queridos leitores, fui convidada pelo Pastor Claybom e intimada pela minha consciência a escrever este post.  É possível que eu seja apedrejada por muitos e elogiada por tantos outros… mas vamos ao que interessa.

Cristianismo e a política devem se misturar? Perguntinha complicada de ser respondida, mas a Bíblia nos ajuda em tudo, basta que busquemos.

No Novo Testamento encontramos conselhos muito importantes deixados pelo nosso Mestre Jesus: devemos pagar impostos (Marcos 12:1-17), devemos respeitar as autoridades (não nos comportando como homens ignorantes e insanos), deixou claro que aqui no mundo em que vivemos, devemos nos sujeitar às leis. Não é porque sou crente e não vem ninguém atravessando a rua que vou avançar o sinal vermelho ou andar em alta velocidade: nem mesmo uma grande e forte dor de barriga justifica uma bobeira dessas. No céu, estaremos sujeitos, em amor, ao nosso Pai. Mas temos que andar numa boa por aqui.

Timóteo e Tito nos exortam quanto à necessidade de orarmos pelos nossos representantes, líderes ou qualquer outro nome que lhe seja dado. Assim poderemos ter paz na Terra e condições de vivermos melhor. Não devemos levantar falso testemunho, fazer fofoca ou quebrar o sigilo de ninguém (ops!). Vivemos numa democracia (se alguém ainda não sabe o que é leia em http://pt.wikipedia.org/wiki/Democracia). Se não entender tudo, talvez consiga pelo menos captar o conceito.

Prestando bem a atenção, você poderá identificar na sociedade que os mais inflamados reclamantes gostariam que tudo continuasse na mesma, a fim de dar sequencia no ato de “tirar vantagem de tudo, sempre”. Veja o que fala 2 Pedro 2:10.

Jesus, enquanto estava aqui na Terra, como homem, também se sujeitou às autoridades do homem, poque nEle não poderia haver (e nunca houve) pecado. Leia 1Pedro 3:22.

Sendo assim, amados irmãos, amigos, leitores e críticos, sejamos pois imitadores de Jesus. Quando lhe perguntarem o que fazer com o voto, responda-lhes como Jesus responderia, como amor, respeito e consideração. “Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E maravilharam-se dele.” (Marcos 2:17).

Mas, é claro, antes de decidir a qual “César” dar o seu voto, busquem por informações lícitas e verdadeiras.

Seguem alguns links como sugestão, inclusive de um outro post tratando do mesmo assunto, da Igreja Presbiteriana Ebenezer de São Paulo.

Graça e paz de Deus para todos.

Missionária Doriana



Publicado por Miss.Doriana, - sou apenas eu. Analistas de Sistemas, fazendo faculdade, mãe da menina mais linda do mundo. Prof de EBD - pré-adolecentes e esposa do Pastor Claybom.



Deixe seu Comentário