Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Empresa cria clones digitais para garantir a imortalidade | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Empresa cria clones digitais para garantir a imortalidade

Os CEOs da Intellitar mostrando seus clones digitais. Crédito: Huntsville Times.

Uma pequena empresa dos Estados Unidos pretende lançar na próxima quarta-feria uma maneira de se preservar a memória e o legado das pessoas para a eternidade: clones digitais.

A Intellitar está prestes a lançar o software Virtual Eternity, que poderá criar uma espécie de clone digital para a posteridade. Segundo o CEO da empresa, Don Davidson, o principal conceito do lançamento é o legado e a preservação das pessoas de hoje. Com as tecnologias atuais, Davidson afirma poder criar um “legado vivo” para que, no futuro, familiares e amigos tenham uma forma de interação com um ente passado.

Esse post não lembra nada não?

Interessante lembrar que a séria CAPRICA do SyFy retrata exatamente essa situação. Uma jovem cria o seu avatar para o mundo virtual com inteligência e personalidade e um grupo de fanáticos religiosos veêm nisso uma chance de imortalidade.

“Nós queremos dar o dom da imortalidade para nossos usuários e dar às futuras gerações um sentido de conexão com suas raízes”, comenta o CEO.

Os avatares são criados em pouco tempo; minutos para a imagem e de 3 a 4 horas para sintetizar voz, que não se trata de uma gravação da pessoa real. Dessa forma, os clones digitais podem responder a muitas perguntas no futuro e falar praticamente qualquer coisa, já que não dependerão de uma quantidade finita de frases gravadas.

O site PopSci mostra um rápido vídeo de uma interação com o avatar clone de Davidson, disponível pelo atalho tinyurl.com/33975yt.

As informações serão adicionadas ao avatar pelo próprio dono, é claro, mas isso pode ser feito aos poucos. As interações permitem que o clone responda, por exemplo, que não sabe uma determinada resposta a um pergunta feita. Este fato produzirá um registro que será enviado ao usuário, que poderá adicionar esta informações – ou outras que julgar interessantes – a seu “legado vivo”.

Mesmo assim, Davidson espera que sua criação tenha aplicações não somente para quem quer ser imortalizado. Ele acredita que a Virtual Eternity pode ser utilizada em jogos, redes sociais, treinamento empresarial e educação a distância.

Além disso a Intellitar pretende possibilitar a compra de módulos especiais, chamados ”Expert Brains”. Com eles, os usuários poderão escolher habilidades especiais que desejam atribuir a seus clones. Parece que, pelo menos neste mundo, a ideia de Matrix – de carregar módulos especiais de aprendizado conforme a necessidade – começa a aparecer.

Fonte: Al.com



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Deixe seu Comentário