Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 E depois da tempestade… | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

E depois da tempestade…

O ano de 2010 começou muito bem para mim. Consegui alcançar alguns objetivos pessoais, fui a Campus Party em São Paulo e conheci pessoalmente vários amigos do twitter e de podcasts. Mas ainda no mês de janeiro a coisa toda virou. Em janeiro perdi meu emprego, em fevereiro minha esposa perdeu o emprego dela, no mês de abril minha casa foi parcialmente soterrada me obrigando a sair as pressas de lá e procurar outro local. Realmente foi um início de ano muito difícil. No mês de junho começei a trabalhar novamente mas a minha esposa ainda não. No final do mês me foi pedido o apartamento onde estava morando. Para evitar mais dores de cabeça tomei a decisão de morar com minha família na minha casa no interior, na cidade de Maricá (RJ). Ou seja: estou mais longe do trabalho e minha filha da escola. Cerca de 25 kms a mais.

Ontem eu estava me sentindo muito mal; estava com um problema de fígado, com febre e estava difícil para mim até dar um passo. Cheguei no hospital e ao ser examinado minha pressão estava a 17×11. Me deram um remédio e apaguei um pouco. Começei a refletir sobre tudo o que tem acontecido comigo e minha família durante este ano. A palavra de Deus nos revela no livro de Jó todo o sofrimento que ele passou com perdas bem maiores: perdeu seu gado, seus cavalo, seus filhos e filhas, suas casas e sua plantação. E ele não era o preferido de Deus? Deus não o citou para o Diabo como um exemplo de servo?

Já passei provas piores na minha vida, onde fui me vi a aceitar qualquer trabalho para colocar o pão na mesa dos meus filhos. Já trabalhei por salário mínimo, já viajei 110 km por dia para trabalhar. Já tive que aceitar bolsa de compra da igreja para poder comer. Mas durante este período que passei desempregado, consegui viver das nossas economias. Não precisei pedir a ajuda de ninguém para pagar minha luz, uma passagem de ônibus, ou fazer compras. Isso tudo porque tenho uma esposa maravilhosa, amiga, companheira que nunca saiu do meu lado. E mesmo vivendo o mesmo momento, pois ainda está desempregada, nunca deixou de me apoiar, nunca deixou de me levantar. Ela é o presente de Deus na minha vida e eu agradeço a Ele por ela a cada dia que vivo. Algumas vezes até cheguei a questionar Deus o por que de não conseguir me inserir no mercado novamente. Teve até provas que eram relativamente fáceis e não passei! Mas Deus é conhecedor de todos os nossos problemas e sabe muito sobre o nosso passado, presente e futuro. Eu li esta semana uma passagem em Jó 33:33 que diz o seguinte: “Se não, escuta-me tu; cala-te, e ensinar-te-ei a sabedoria.”. Deus é sábio em todas as decisões e não devemos ter dúvidas. Uma das empresas que fiz prova e não passei, fiquei sabendo que deu aviso prévio a todos que trabalhavam na minha especialidade. Já imaginou se eu passo?

E assim como diz o último capítulo de Jó (Jó 42), tenho certeza de que Deus irá me honrar me providenciando bençãos tais que o meu ultimo estado seja sobremodo abençoado de que o atual. Só não quero tantos filhos assim pois precisarei trabalhar dia e noite! Mas falando sério… a tempestade já passou, agora é hora da bonaça!

Graça e Paz!
Pastor Claybom



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Um Comentário para “E depois da tempestade…”

  1. Mi disse:

    Grande Clay!
    Você planta boas sementes, por isso, mesmo em face de o que a gente chama de desespero e falta de sorte, você tem tido meios para prover em seu lar!
    Meus pensamentos positivos para que vocês possam logo estar mais perto do trabalho e da escola, que sua saúde melhore, enfim, que você possa trazer toda a sua família para SP na próxima Campus Party e ir lá em casa jantar!
    Abração!

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Pastor Claybom, Blogs do GospelMais. Blogs do GospelMais said: [Pastor Claybom] E depois da tempestade… http://bit.ly/a3BqIy […]

Deixe seu Comentário