Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Ter ou não amigos no trabalho? | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Ter ou não amigos no trabalho?

Cara, eu preciso mudar meu estilo, sempre começo meus posts com uma pergunta. Mas você não precisa responder, se não quiser ou não souber a resposta. Eu mesma não sei se quero e nem se tenho a resposta.

A gente passa mais de 8 horas por dias com o pessoal do trabalho. Algumas empresas dizem que “somos uma grande família”. Blerg!!!!!! Será?

Eu acho que não e acho que sim também.

No trabalho sempre tem o cara chato (tipo cada vez mais frequente). No meu ramo, quanto mais nerd melhor. Se o sujeito for lerd nem passa na porta da empresa. Nem serve para ser chamado de amigo. Pura segregação. Mas necessária.

Tem o paizão: aquele que vive dando conselhos, na maioria nunca seguidos. Tempo perdido.

Bom, por aí vai a gama de sujeitos que a gente encontra tooooooooodddddddddddoooooooooooos os dias e convive com eles as oito longas horas.

Eu tenho uma teoria: trabalho é necessidade (e obrigação – a Bíblia nos ensina a comer do suor do nosso rosto (mesmo com ar-condicionado). Amigo no trabalho é consequência: você pode ou não tê-los e conviver numa boa sem estresses.

Particularmente, eu prefiro separar as coisas. Por exemplo, meu marido trabalha na mesma empresa que eu, mesmo setor, mesma gerência, mas somos colegas de trabalho. Ele tem os afazeres dele e eu tenhos os meus. Em alguns momentos podem até serem comuns.  Na maioria, não são.

Não me culpo se quando eu saio do trabalho eu lembro de alguns colegas como sendo apenas COLEGAS, jamais amigos. De outros, desculpem-me, nem me lembro.

Os que eu tenho (cultivei durante a vida) guardo com carinho, respeito.

Se voltam a ser colegas ou chefes, continuamos amigos, mas sabemos o local e a hora certa de sermos amigos ou chefes/subordinados.

Não pode haver confusão. A coisa não flui. Não se realiza. O cliente cobra. E a pancada come.

Beijos aos meus amigos, colegas de trabalho ou não. Chefes ou não.

Nada de cara feia. Temos que ficar bem nestas oito horas.

Sem estresse.

Felizes, afinal, hehehehehehe, temos emprego.

Acessem o Blogdicas.

Missionária Doriana



Publicado por Miss.Doriana, - sou apenas eu. Analistas de Sistemas, fazendo faculdade, mãe da menina mais linda do mundo. Prof de EBD - pré-adolecentes e esposa do Pastor Claybom.



Deixe seu Comentário