Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Agora é oficial: Google Drive é lançado com 5GB de armazenamento gratuito com foco em negócios | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Agora é oficial: Google Drive é lançado com 5GB de armazenamento gratuito com foco em negócios

Se isso acontecesse de outra forma, ele sozinho não seria tão satisfatório, mas agora? Depois de anos de fugas, murmúrios, e outros sinônimos familiares, a mítica plataforma de armazenamento do Google em nuvem já é oficial… mais ou menos. Como uma força oculta do destino, a empresa aparentemente lançou um memorando dos novos recursos em seu blog francês hoje mais cedo, mas antes que pudesse ser retirado do ar, um dileto leitor com olhos de águia conseguiu pegar o texto e traduzí-lo através – surpresa, surpresa – Google Translator! O que resta é uma transcrição oficial meia suspeita, agora segundo o texto oficial do Google drive, ao contrário do hype, tudo será de maneira mais empresarial centrada no que os (grandes) clientes queriam. Para começar, não há nenhuma menção real de música (acho que Google Music é por si só e apenas lá), e há apenas 5GB de armazenamento gratuito de “documentos, vídeos, fotos, Google Docs, PDFs, etc”. De acordo com o texto, ele é projetado para permitir que os usuários possam “viver, trabalhar e jogar na nuvem”, com integração direta com Docs e Google+.

A informação do blog também fala que o Google Drive pode ser instalada em um Mac, PC ou telefone/tablet com Android, enquanto a versão iOS estará “disponível nas próximas semanas.” Nota-se que o Google está tornando acessível aos consumidores com deficiencia visual com a utilização de um leitor de tela. Quanto aos recursos? Naturalmente, o Google está flexionando os músculos das buscas de todas as maneiras possíveis. Ou seja: se você digitalizar em um recorte de jornal, uma pesquisa simples Tudo dentro da unidade permitirá que os resultados apareçam diretamente a partir do referido recorte. Se você carregar uma foto da Torre Eiffel, ele vai aparecer sempre que procurar o ícone acima referido. Além disso, Drive permitirá que os usuários abram mais de 30 tipos de documentos diretamente de um navegador web, incluindo vídeo HD, Adobe Illustrator, Adobe Photoshop e mais – “mesmo sem o software instalado em seu computador”. Para aqueles preocupados com o acesso, a nova plataforma terá a mesma infra-estrutura como quaisquer outros serviços do Google Apps, dando aos administradores um conjunto familiar de ferramentas de gerenciamento com as quais já trabalham.

Sobre a questão do espaço, apenas 5GB são fornecidos gratuitamente, e enquanto os detalhes de atualização é um pouco obscuro para o lado do consumidor. Estamos informados de que os administradores podem desembolsar US$ 4 por mês para 20 GB de armazenamento, com um máximo de 16TB por usuário; felizmente, o Google Docs não será incluído em seu total de uso. Por fim, a nota fala que terá a capacidade de “anexar documentos diretamente em seu GMail Drive”, e também que se destina a ser uma plataforma aberta chamada de Goog, prometendo trabalhar com desenvolvedores de terceiros, a fim de melhorar a funcionalidade do Google Drive ainda mais. O link do Google Drive não funciona até a data de hoje mas ela agora não ficará assim por muito tempo já que os holofotes estão focados diretamente nele. Ah, e se você não está apaixonado no momento, a nota sugere que “os desenvolvimentos irão muito mais além”… e isso tudo deve chegar nas próximas semanas.

Fonte: Engadget



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Deixe seu Comentário