Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Apple abre código-fonte do coração do Snow Leopard | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Apple abre código-fonte do coração do Snow Leopard

snow-leopardA Apple abriu o código-fonte de uma partes mais importantes do Mac OS X, o Grand Central Dispatch (GCD). A biblioteca libdispatch, componente do GCD, agora está disponível para download sob a licença Apache Software.

O GCD é o subsistema responsável por distribuir e otimizar a execução dos programas pelos processadores e múltiplos núcleos que formam o “cérebro” do Mac. A ideia por trás do Grand Central é evitar que os desenvolvedores percam tempo reescrevendo seus aplicativos para trabalhar com multiprocessadores rodando em paralelo. (Saiba mais sobre as tecnologias do Snow Leopard na matéria X da equação, da revista Mac+.)

Apesar desta abertura tornar possível a adoção do código da Apple por outras plataformas (como o Linux, por exemplo), o trabalho não é tão fácil e envolve barreiras técnicas e legais, como informou o Ars Technica.

Pelo lado técnico, o GCD emprega um tipo de estrutura própria da Apple chamada “bloco”, que ainda não foi adotada pelo grupo que administra o compilador GCC, o que significa que não poderia ser utilizado no Linux imediatamente. Pelo lado legal, a biblioteca libdispatch é distribuída sob licença Apache, a qual não é compatível com a licença GPL 2. A incompatibilidade é resolvida na versão 3 da GPL, mas a maioria das aplicações do Linux ainda utiliza a versão anterior.

Uma Licensa de Uso de Software é um termo entre as partes (desenvolvedor e usuário) que regula como o softwrae pode ou não ser usado e distribuído. A Microsoft, por exemplo, usa um tipo de licença proprietária chamada de EULA (End User Licence Agreement), que protege sua propriedade intelectual, impedindo que o usuário saiba como o software funciona “por dentro”, e tenta impedir a pirataria criminalizando a distribuição do produto a terceiros.

Já as chamadas licenças livres outorgam ao usuário o direito não só de conhecer as entranhas do software como também de modificar seu funcionamento. Uma licença livre permite também que o usuário repasse a terceiros uma cópia do software sem que isso seja considerado pirataria.

No caso do Grand Central Dispatch, a abertura de seu código-fonte foi bem recebida pela comunidade de Software Livre, e poderemos em breve ver frutos disso em outros sistemas operacionais como o Linux e o FreeBSD. Vale lembrar que, assim como esses últimos, o Mac OS X também é um sistema operacional baseado em Unix.

Fonte: Geek



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Deixe seu Comentário