Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Começa a Campus Party 2011 e agora com IPv6 | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Começa a Campus Party 2011 e agora com IPv6

Na ânsia de apresentar números cada vez maiores e tentar quebrar recordes dos anos anteriores, a organização da Campus Party Brasil abriu nesta segunda-feira (17) o evento que ocorre até domingo (23). Entre esses números estão os dos participantes, que saltou de 6.500 para 6.800, no já tradicional 10 Gbps de internet para os participantes e no uso do protocolo IPv6, que “é o número 34 acompanhado de outros 37 ‘zeros’, que é o número de endereços possíveis que ajudarão a melhorar a rede”, disse Ari Falarini, diretor-executivo de redes da Telefônica.

Segundo o diretor, o IPv6, um novo protocolo da internet que pretende aumentar a disponibilidade de endereços fixos na web, poderá ser usado por todos os interessados que tiverem sistemas operacionais e máquinas compatíveis além de ter que baixar alguns programas. “Este é o primeiro evento no Brasil que utiliza a novidade”, afirma. “As vantagens do IPv6 são a criptografia, que é nativa e poupa tempo de processamento de máquina. Gradativamente as pessoas irão migrar para o novo protocolo”.

A Telefônica diz que não tem como saber quantos campuseiros vão aderir à nova tecnologia, mas espera que seja o máximo possível. “Com 50% dos participantes usando IPv6, poderemos comprovar tudo aquilo que vimos nos testes”, disse.

De acordo com a organização, a Campus Party Brasil, a edição brasileira será referência na criação de soluções para aplicação de soluções em todo o mundo. Para isso, um concurso oferece R$ 100 mil para o campuseiro que se interessar a apresentar o melhor projeto.

Segundo Mário Teza, diretor-geral da Futura Networks Brasil, responsável pelo evento, serão investidos R$ 15 milhões para a organização da Campus Party, que conta com 70 apoiadores, entre parceiros e patrocinadores. Em 2010, o orçamento ficou em R$ 12,5 milhões. “A Campus Party é um lugar para compartilhar experiências, e é isso, o compartilhamento de tecnologias, é o que veremos até domingo aqui entre os participantes”.

Quatro zonas
Os participantes da 4ª edição do evento terão mais de 500 horas de conteúdo. A Campus Party foi dividida em quatro zonas de conhecimento: Ciência, Criatividade, Entretenimento Digital e Inovação.

Segundo Teza, os grandes temas que serão discutidos neste ano está a geolocalização, a sustentabilidade e o papel das mídias sociais na sociedade. “Para esse tema, organizamos um debate que contará com a presença de representantes da Polícia Militar do Rio que debaterão a função das redes sociais nas comunidades”, destacou Teza. Assim como nas edições anteriores, os campuseiros contarão com internet banda larga com velocidade de 10 Gbps.

Fonte: G1



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Deixe seu Comentário