Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Palm Pre espiona o próprio dono | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Palm Pre espiona o próprio dono

Palm PrePor essa ninguém esperava: enquanto estudava “a fundo” o funcionamento do WebOS, o sistema operacional baseado em Linux usado no Palm Pre, Joey Hess notou que o smartphone coleta e envia periodicamente à Palm um pacote contendo várias informações. Tudo isso sem o consentimento do usuário.

Em seu blog Joey detalha o que é coletado, por quem e o que é feito com esta informação. Os relatórios enviados pelo aparelho à “nave mãe” incluem uma lista completa de todos os aplicativos instalados no aparelho, por quanto tempo cada programa foi usado ao longo do dia e, o mais preocupante, as coordenadas atuais do aparelho, obtidas usando o GPS integrado.

Além disso, o sistema também tira um “instantâneo” do aparelho, incluindo mensagens do kernel, logs de sistema, dumps da memória e informações sobre espaço em disco, a cada vez que um programa “cai”. Esta informação, que também é enviada à Palm, tem um propósito supostamente útil: ajudar a empresa a depurar e aperfeiçoar o sistema, rastreando condições que possam disparar bugs que afetem a estabilidade.

Os dados privados são coletados por um “daemon” (um programa que roda em segundo plano) chamado uploadd, e por um programa auxiliar batizado de contextupload. Editando alguns arquivos de configuração, Joey conseguiu desativar a coleta, mas acredita que a modificação não sobreviverá a uma atualização do sistema operacional, que no Palm Pre é automática.

Os Termos e Condições de Uso do Palm Pre, publicados no site da Palm, deixam claro que a empresa pode coletar de tempos em tempos informações sobre o aparelho. Entretanto, são escritos de forma a não especificar quais dados. Assim, qualquer seja o comportamento do sistema – mesmo que comprometam a privacidade do usuário, que é protegida por lei nos Estados Unidos – pode ser enquadrado sob seus termos.

Reagindo à notícia, e jamais negando as afirmações de Hess, a empresa se defendeu dizendo que as coordenadas de GPS são coletadas para poder fornecer “melhores resultados” para o usuário quando este faz buscas via Google Maps.

Fonte: Geek



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Um Comentário para “Palm Pre espiona o próprio dono”

  1. Marcelo Capobianco disse:

    Que saco!!! Alem de pagar por uma droga dessa agente ainda fica a mercê dos caras….Um pouco de privacidade é bom neh…

Deixe seu Comentário