Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Samsung x Apple – Fight! | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Samsung x Apple – Fight!

A Samsung não está dando mole para a Apple na briga das duas empresas por infração de patentes relacionadas ao iPad e ao iPhone. A empresa sul coreana anunciou na segunda-feira, 12 de setembro, que iniciou um processo contra a Apple em Paris, França. A primeira audiência deve acontecer em dezembro.

“A reclamação foca em três patentes de tecnologia, e não no design dos tablets”, disse uma representante da Samsung à Agence France-Presse. As patentes são a respeito do UMTS, a terceira geração de transferência de dados em alta velocidade em redes de celular. Ela está relacionada com o iPhone 3G, iPhone 3GS, iPhone 4 e a primeira e segunda geração do iPad.

O Apple Insider lembra que a França, ao contrário da Alemanha e Austrália, pode vender o Galaxy Tab 10.1, e o aparelho tem boas vendas desde o seu lançamento, que aconteceu na metade de agosto. As Samsung e a Apple estão brigando nas cortes do Japão, Holanda, Estados Unidos e Reino Unido.

Fonte: Geek



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



2 Comentários para “Samsung x Apple – Fight!”

  1. Jorge disse:

    Pastor, boa noite
    Queria fazer uma pergunta ao senhor, muito mais para entender e ver o ponto de vista de um evangélico sobre um determinado assunto, não pense que tenho intenção de critica ou outra coisa que se assemelhe.
    A pergunta é a seguinte:
    Há alguns anos um trabalho minucioso e difícil foi concluído, a digitalização de uma bíblia antiga (a segunda bíblia mais antiga do mundo), “Codex Sinaiticus”, acredito que você já deva saber disso, mas a pergunta vem em cima do conteúdo do livro, é o seguinte:
    O livro não tem todos os livros que contam do Canon bíblico atual, mas a pergunta está em cima dos livros que constam nesse exemplar.
    Entre os livros que constam, os livros tidos como apócrifos pelos protestantes e chamados de deuterocanonicos do antigo testamento pelos católicos (existe deuterocanonicos no novo testamento também), dos sete livros contestados pelos protestantes, por não ser inspirados 7 estão dentro desse exemplar, daí vem a pergunta:
    Tendo essa descoberta arqueológica, uma prova cabal dos livros usados pelos cristão, quem está certo, os protestantes que dão aos livros católicos da bíblia, chamados de apócrifos pelos protestantes o seu status de não inspirados, ou essa prova que foi achada, e que de forma inequívoca mostra que os cristão tinham e usavam os livros (apócrifos), como sendo inspirados?
    Lembrando pastor que muitos dos livros (nesse exemplar) tinham uma pequena introdução e comentários sobre os livros bíblicos contido nesse Canon, e nesses introdutórios aos livros, ficou claro que os mesmos eram considerados inspirados.
    Recapitulando:
    É um exemplar da bíblia antiguíssima, 2 ou 3 século; onde contem livros tidos apócrifos pelos protestantes, tendo ao iniciar de cada livro um pequeno introdutório (ou texto explicativo), do livro que vinha a seguir, e nesses introdutório ficou claro que os cristão antigos consideravam esses livros inspirados, lembrando que só o livro estando nesse copendio da bíblia já o dá um status de inspirados, e como não fosse o suficiente, os comentários unidos ao texto dão explicações e informações do conteúdo inspirado.
    Tendo uma prova dessa natureza, como fica a visão protestante sobre os livros tido como apócrifos?

    O site para conferir o texto digitalizado se encontra aqui:
    http://codexsinaiticus.org/en/manuscript.aspx

    • Olá meu querido leitor.

      Muito interessante seu trabalho e lhe dou o parabéns. A própria bíblia exalta a busca pelo conhecimento (“O meu povo peca pela falta de conhecimento”), quem me dera que todos buscassem assim o conhecimento.
      Mas vamos a sua pergunta que é extremamente pertinente.Na verdade por que esses livros são chamados de apócrifos ou deuterocanonicos? Na verdade tudo se trata de palavras históricas… talvez não tenha nenhum sentido utilizá-los no contexto atual.

      O verdadeiro tema da escolha na verdade é a centricidade de Deus… mas lembre-se: a escolha dos livros foram feitas por homens e estes são falhos. Irei aproveitar e vou estudar o seu site. Mais uma vez, parabéns pelo seu trabalho.

Deixe seu Comentário