Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 Trabalhar no Facebook é Pedreira! | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

Trabalhar no Facebook é Pedreira!

Trabalhar no Facebook é preocupante. Lá eles estão trabalhando todas as horas que Mark Zuckerberg envia novas idéias, na crença de que eles estão mudando o mundo. Ou pelo menos aumentam as suas chances de comprar uma mansão em Palo Alto.

Não há prova, porém, que eles estão sofrendo. Uma análise vasta e significativa feita pela Glassdoor, as pessoas que apuraram os sentimentos dos funcionários sobre a vida de trabalho, oferece uma vista de tempos conturbados baseados nos dados pesquisados.

A Geekwire encontrou esta informação, o que sugere que a maior reclamação no Facebook é o grande volume de horas trabalhadas, então, o equilíbrio trabalho/vida, ou seja: o estresse.

Parece que esse sentido de unidade vem desde o topo, onde está sentado um homem de boca fechada com um gorro cujo prazer principal parece ser de estar matando animais e depois comê-los. Parece que alguns funcionários do Facebook estão preocupados em sofrer o mesmo destino – ou, pelo menos, a primeira parte. No entanto, toda essa “obra” difícil é inútil. Este não é apenas umpa opinião influenciada, como poderia ser, pela idéia de que a rede social é em última análise, tão libertadora como digerir esses dados.

Não, este infográfico fascinante coincide com um trabalho muito relaxante de arte da Revista Inc. que mostra que é totalmente inútil para trabalhar mais de 40 horas por semana – uma verdade muito clara para muitos brasileiros da área de TI. Esta análise fina explica que a semana de 40 horas não era apenas uma invenção de alguns líderes sindicais peludo de lábios. Não, alguns dos chefes apelidados de “Mad Men” um dia perceberam que a redução de horas de trabalho aumentam a produtividade.

Aparentemente, a Câmara de Comércio Americana chegou a publicar um panfleto oficial em 1962, explicando que longas horas de trabalho conseguiriam menos produtividade do que um horário racional.Seria a mesma coisa que colocar uma espingarda em duendes para trabalharem mais.

Claro que o mundo mudou. Mas não era toda essa tecnologia que deveria tornar a vida mais fácil, em vez de mais difícil? Não era esperado libertar nossas mentes e corpos para expressar nossos sentimentos mais belos?

E ainda aqui estão estas belas jovens do Facebook aparentemente sendo torturados dentro de um byte de sua sanidade, a fim de encontrar novas maneiras de “servir” seus anúncios.
Sim, alguns deles em breve ficará mais rico que um menor da família Trump. Mas acho que tem muitos ali que não. Eles são provavelmente os que sofrem mais. Basta olhar para este infográfico. Ela diz que o fator mais positivo sobre como trabalhar no Facebook é a comida.

Só espero que o Facebook relaxe essa moagem debilitante e perceba que o mundo de redes sociais pode transformar pessoas e deixá-las um pouco mais feliz com muito menos horas de trabalho. Talvez, para relaxar os funcionários, deveria ser dado um maior tempo de férias e muito mais, para que eles possam aprender a voltar para a natureza essencial do homem. Sim, todos eles devem ser ensinados… a caçar! Hehehehe…

Fonte: CNet News



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Deixe seu Comentário