Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 A Igreja, o Cristão e o Guarda-Roupa | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

A Igreja, o Cristão e o Guarda-Roupa

O século XXI é um momento interessante para se viver. Hoje, vivemos um momento impar na cultura evangélica mundial. O que se vê hoje nos templos não é mais adoração. É um desfile de moda, é uma mostra de quem tem o melhor carro, o melhor celular, o melhor notebook, a melhor roupa, o melhor sapato… Enfim é uma disputa de quem está no Top 10 da igreja. Sabe o que é mais engraçado? É que andei vendo alguns programas de certos pastores (e bispos) na TV e percebi que eles também estão disputando o lugar na lista!! Agora a moda é o pastor usar terno que brilha mais do que lâmpada! Impressionante isso: até pastores que eram conservadores e agora adotaram a corrente da prosperidade entraram nessa. Incrível!!

Acho que muitos esqueceram do que está escrito em Romanos 12:1. Acho que não custa nada relembrar não é mesmo? “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.“. Sabem, não tenho visto mais isso ultimamente. A igreja hoje está mais para um show, um espetáculo do que para adoração, louvor. Sinto a falta do verdadeiro louvor, àquele que lhe arrepiava a coluna com o sentimento de que Cristo está ao seu lado de que cada nota entoada sentíamos o fogo do espírito arder nossa alma.

TIRA O PÉ DO CHÃO!” – É a frase mais escutada ultimamente nos cultos. Mas é um culto realmente? Ao visitar a avó da minha esposa na cidade de Mongaguá tive a oportunidade de ver uma igreja onde a música que escutei era maravilhosa mas o que eu vi ali não era um culto… e nem sei ao certo o que era! Um culto tem de haver o mínimo de respeito e o máximo de louvor. Parecem que todos esqueceram o que está escrito em Exodo 3:5 : “E disse: Não te chegues para cá; tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa.” – inclusive alguns pastores esqueceram dessa passagem. Fazem da casa de Deus uma casa de espetáculos e de comércio.

Temos que dar o melhor para Deus e é isso o que Ele quer. Se o seu ministério é musica, dê sua música! Se o seu ministério é a dança, dê sua dança! Se o seu ministério é o louvor, louve! Mas não vamos nos esquecer jamais de que o lugar de adoração é consagrado ao Senhor e portanto santo! Respeite-o pois Ele se agrada disso.

Graça e Paz!
Pastor Claybom



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



5 Comentários para “A Igreja, o Cristão e o Guarda-Roupa”

  1. Excelente texto. Infelizmente nos desviamos daquilo que realmente deve ser um culto. Se estamos cultuando a Deus por que a maioria das músicas falam de vitórias pessoais, não engrandecem nem elogiam o nome do Senhor??
    Estamos buscando um Deus que pode nos dar algo em troca, no lugar de adorá-lo simplesmente por ser nosso Criador e por ter entregado seu Filho na cruz.
    Paz!!!

  2. Rodrigo Melo disse:

    É verdade, estamos vivenciando momentos difícies em nossa igrejas. Muito oba oba, muita gente atirando pra tudo quanto é lado e a disputa desemfreada por status.

    É triste ver uma geração jovem se utilizar de tantos artifícios para barganhar com Deus em favor dos homens. Acho que isso não é certo.

    Sempre que me deparo com situações iguais a esta que vc relatou, lembro-me de uma frase que diz: ‘Quero voltar ao primeiro amor!’, pois na maioria das vezes não estou me afastando d’Ele, mas estão me afastando d’Ele.

  3. […] This post was mentioned on Twitter by Pastor Claybom, Gospel+ and Rodrigo Melo, Blogs do GospelMais. Blogs do GospelMais said: [Pastor Claybom] A Igreja, o Cristão e o Guarda-Roupa http://bit.ly/amy2TU Por @pastorclaybom […]

  4. Taty Martins disse:

    É triste reconhecer que isso é realidade nas igrejas de hoje. Esquecem que na simplicidade podemos agradar a Deus, e que não precisamos estar brilhando ou tocando as musicas mais agitadas para que Deus veja nossas obras.
    Muitas vezes os cultos são shows. Espero que mais pessoas reconheçam que temos que adorar a Deus independente das circunstanciais!

    Ótimo post

  5. Olá meu caro!

    Sobre sua critica concordo e me entristeço em ver tanto espeço bom na mídia sendo desperdiçado dessa maneira. Apesar de tudo conheço muita gente que é tocada por Deus e busca ir a uma igreja assistindo esses programas, mas se essa pessoa quer e busca um verdadeiro relacionamento com Deus é outra historia…

    Sobre louvor e adoração (que já virou um estilo musical) acho que os lideres de louvor devem ser facilitadores. Nem todo mundo gosta de pular e dançar na hora da musica, mas também não consigo me sentir bem em uma igreja onde as pessoas cantam como se estivessem segurando um hinario.

    Creio que o papel do lider de louvor é ensinar a igreja a adorar em liberdade. Fico muito feliz quando vejo não somente jovens, mas homens e mulheres dando o seu melhor a Deus na hora do louvor. O que o lider (ou ministro) não pode fazer é forçar a barra.

    Sobre o assunto eecomendo esse artigo aqui – http://www.adorando.com.br/novo/MostraEstudo.aspx?codigo=662

  6. Loh disse:

    Pastor, ótimo texto. Infelizmente a igreja evangélica no Brasil está perdendo o foco: Cristo. Essas ideias de prosperidade, de dar um valor muito grande ao dinheiro já é extremamente prejudicial para a vida de um descrente, imagina o que não faz com o espírito do cristão!
    Pastor, que Deus abençoe e guie o seu ministério.
    Identifiquei-me de certa forma com o slogan de seu site: “Um nerd, um geek, um adorador.”
    Vi q o senhor leva a sério a Palavra de Deus, e que, já que estamos lutando pela verdade numa época de engano, vejo aqui a oportunidade de lhe indicar um site, pois creio q o senhor vai gostar: http://www.escolacharlesspurgeon.com.br
    Saudações em Cristo!
    Até a próxima!

Deixe seu Comentário