Page optimized by WP Minify WordPress Plugin

 A porção dobrada de Ana | Pastor Claybom
nav-left cat-right
cat-right

A porção dobrada de Ana

A passagem de I Samuel capítulo primeiro me fez pensar bastante. Vamos observar a situação em que Ana vivia: Em uma época onde a poligamia era um fato normal, Ana era a preferida do seu esposo, Elcana; tudo o que ele reservava para suas esposas (a bíblia relata apenas Penina como sua outra esposa), para Ana era em dobro. Ela tinha tudo do melhor pois Elcana a amava. Mesmo ela não tendo lhe dado filhos, Elcana preservava sempre a melhor porção, e em dobro, à Ana. Na verdade era para a situação de Penina ser melhor: ela havia lhe dado filhos e isso, apenas isso, lhe garantiria a continuação da sua família, do seu nome. Então por que não privilegiá-la por isso? Ao coração não pode ser dado ordens, então não vamos tentar descobrir. Mas, com certeza, o plano de Deus estava em andamento.

No versículo 6 percebemos que nem assim Ana tinha sossego: Penina ficava irritando-a por não ter filhos e por ser a preferida de Elcana. Isso não é uma cena muito comum no dia de hoje? Isso não acontece com você, meu caro leitor? As coisas acontecem na família, na escola, no trabalho e até mesmo na igreja, na melhor forma possível e mesmo assim os outros lhe atacam? Penina irritava a Ana pois ela não tinha filhos. Ahhh, você deve estar pensando, ela não devia nem ligar para isso pois Elcana lhe dava tudo do bom e do melhor. Mas não era isso que acontecia… vejam o versículo 7: “E assim fazia ele de ano em ano. Sempre que Ana subia à casa do Senhor, a outra a irritava; por isso chorava, e não comia.

Ana tinha um desejo em seu coração: ser mãe! Acredito que 99% das mulheres tenham esse desejo, ainda mais quando se é tão amada. Isso não significa que Ana não se satisfazia com sua porção dobrada mas significa que mesmo ganhando sua porção dobrada, um desejo, um sonho ardia em seu coração. Mesmo com a declaração que Elcana faz no versículo 8, Ana queria ser completa, queria lhe dar um filho. Você também não se sente assim? Mesmo achando que já tem tudo na vida, alguma coisa falta ser preenchida? Olhe para dentro do seu coração, converse com Deus… se esse desejo não é claro para você, Deus lhe abrirá os olhos para tal.

Do versículo 9 ao 13 aprendemos uma grande lição com Ana: com seu coração tomado de tristeza, ela procura o sacerdote no templo e derrama suas lagrimas ao Senhor e faz uma promessa, um voto. Se Deus lhe desse um filho e ela se tornasse mãe, ela o entregaria ao templo e ali serviria ao Senhor e em nenhum tempo passaria navalha sobre sua cabeça. Quais são as lições que podemos aprender com Ana:

1º – Quando todas as alternativas humanas acabam, temos que recorrer a Deus; temos que nos derramar na presença dEle. Ana queria presentear a Elcana com um filho, celebração máxima do amor, mas era necessário que Deus interviesse.

2º – Ana não buscou a Deus sozinha, ela estava acompanhada do sacerdote Eli, e estava no lugar próprio: no templo. Nem sempre é possível estarmos na presença de um sacerdote e nem sequer nós vivemos em um templo, mas não podemos esquecê-los. O papel do sacerdote é nos orientar e nos apoiar (quando correto estamos) em nossas atitudes e ações.

3º – No versículo 13 percebemos um fato importante e necessário: Ana orou em silêncio! Sua promessa, seu voto só interessava a ela e Deus e a mais ninguém. Podemos observar no versículo 14 que seu marido Elcana a observava. Ele viu que estava chorando e viu seus lábios se movendo mas não escutou nenhuma palavra. Por conta disso ela acabou a tomando como uma bêbada! Mas Ana respondeu que ela apenas se derramava aos pés do Senhor o seu lamento pois estava muito atribulada. Nem ao seu marido ela contou! Assim devemos fazer nossos votos. Elcana a encarou e viu que ela falava a verdade.

E Deus ouviu o lamento de Ana! Ela ficou grávida de Samuel e assim que o desmamou o levou a Eli para cumprir seu voto. E Deus usou muito a Samuel para abençoar o povo de Israel.

Vamos fazer como Ana e, mesmo com a porção dobrada, vamos atrás do desejo que arde em nosso coração pois este desejo é a vontade de Deus que se fará em nossa vida!

Ah!! Só para lembrar de como Deus é fiel, vocês lembram que Ana não tinha filhos (madre cerrada) até Samuel vir não é? E ela o entregou ao sacerdote Eli para crescer no templo e, logo, ficou sem seu filho não foi? Hehehehe… nada disso! Se você é fiel com Deus, Ele será fiel com você: vejam o que diz em I Samuel 2:21 “Visitou, pois, o Senhor a Ana, que concebeu, e deu à luz três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do Senhor.

Graça e Paz
Pastor Claybom



Publicado por Pastor Claybom, pai apaixonado, nerd como marca de nascimento, geek por paixão, adorador por excelência. Enfim, um servo de Deus que tenta entender tudo o que Ele nos oferece no dia a dia.



Nenhum Comentário para “A porção dobrada de Ana”

  1. [...] This post was mentioned on Twitter by Pastor Claybom. Pastor Claybom said: No #BlogPastorClaybom : A porção dobrada de Ana. Uma meditação sobre I Sam 1. http://migre.me/CEgU [...]

Deixe seu Comentário